Circunferência da Cintura – medida simples e de baixo custo no controle da gordura no fígado

Circunferência da Cintura – medida simples e de baixo custo no controle da gordura no fígado

De acordo com a Doutora e Pesquisadora Ana Paula Grotti Clemente e seus colaboradores da Universidade Federal de São Paulo – UNIFESP – em um estudo publicado na Revista Paulista de Pediatria, 2016, 60% dos adolescentes com obesidade sofrem esteatose hepática não alcoólica (excesso de gordura na fígado). Além disso, foi verificado que a circunferência da cintura abaixo de 87 cm para rapazes e moças pode diminuir o risco para esta doença relacionada ao excesso de peso corporal.

Por outro lado, a circunferência da cintura acima de 114 cm apresentou-se relacionada ao desenvolvimento de gordura hepática nos adolescentes com obesidade. Além disso, os adolescentes que apresentavam a circunferência da cintura acima deste valor, também apresentaram excesso de gordura visceral e resistência insulínica (fatores que aumentam o risco de diabetes e doenças no coração).

Neste mesmo estudo, valores de gordura visceral abaixo de 3,5 cm para rapazes; e abaixo de 3,9 cm para moças foram capazes de reduzir as chances do aparecimento de gordura no fígado, inibir o diabetes e doenças no coração.

Este é um dado muito importante, já que o excesso de gordura no fígado se não tratado pode levar à cirrose. E, a medida de circunferência da cintura é muito fácil de se obtida, bem como seu custo é baixíssimo.

Consulte o seu médico, nutricionista, personal trainer, e previna-se!

 

Sobre o Autor

Olá, sou professora livre-docente da UNIFESP (Universidade Federal de São Paulo) especialista em obesidade, emagrecimento e saúde. Me sinto grata pelos resultados dos trabalhos clínicos desenvolvidos durante mais de 30 anos em centros de pesquisa avançados e pelos resultados positivos no tratamento para a perda de peso realizados na UNIFESP. Meu principal objetivo é compartilhar com vocês esses achados, mantê-los informados com conteúdo fonte e tudo do que há de mais novo no mundo da ciência quando o assunto é o emagrecimento consciente e saudável.

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *