Estudo revela relação entre hormônio da saciedade e depressão

Estudo revela relação entre hormônio da saciedade e depressão

Estudo da Dra. Joana Carvalho-Ferreira revelou a relação entre hormônio da saciedade e depressão. De acordo com a pesquisa publicada na revista Americana Peptides e seus colaboradores da UNIFESP e da Universidade de Leeds na Inglatera, a resposta é sim para esta relação. Uma  ligação biológica entre a resistência à ação da leptina e a depressão foi encontrada em adolescentes com obesidade.

Os 75 adolescentes tiveram por um ano atendimento clínico com endocrinologista, orientaçãoes nutricionais, suporte psicológico e treinamento físico.

Associado à perda peso corporal, observou-se redução na massa gorda, circunferência da cintura, gordura visceral; e aumento da massa muscular.

Estes resultados são importantes, pois previnem o aparecimento de outras doenças como o diabetes, doenças no coração e o excesso de gordura no fígado.

Observou-se melhoras no perfil inflamatório, incluindo redução de hiperleptinemia (efeito pró-inflamatória) e aumento de adiponectina (efeito anti-inflamatório).

A leptina em concentrações normais no sangue inibe a fome (aumenta a saciedade) e melhora o gasto energético (acelerando o metabolismo).

A adiponectina é um potente hormônio no controle de aterosclerose, do diabetes e gorduras no fígado.

Infelizmente em pessoas com obesidade a leptina se apresenta muito alta (resistência) e a adiponectina apresenta-se reduzida (impede o efeito protetor).

Assim, o controle da leptina e o hormônio anti-inflamatório (adiponectina) torna-se essencial para o sucesso na perda de peso.

O resultado mais interesante foi que a redução de leptina esteve associada à melhora nos sintomas de depressão.

Estes achados devem ser considerados na prática clínica dos profissionais de sáude.

 

Leia mais em:

de Carvalho-Ferreira JPMasquio DCda Silveira Campos RMDal Molin Netto BCorgosinho FCSanches PLTock LTufik Sde Mello MT, Finlayson GDâmaso AR. Is there a role for leptin in the reduction of depression symptoms during weight loss therapy in obese adolescent girls and boys? Peptides. 2015; 65:20-8. doi: 10.1016/j.peptides.2014.11.010.

Dâmaso, AR. Saber Emagrecer. Weight Science. 2016. 71 pg.

Http://www.pubmed.com

 

Sobre o Autor

Olá, sou professora livre-docente da UNIFESP (Universidade Federal de São Paulo) especialista em obesidade, emagrecimento e saúde. Me sinto grata pelos resultados dos trabalhos clínicos desenvolvidos durante mais de 30 anos em centros de pesquisa avançados e pelos resultados positivos no tratamento para a perda de peso realizados na UNIFESP. Meu principal objetivo é compartilhar com vocês esses achados, mantê-los informados com conteúdo fonte e tudo do que há de mais novo no mundo da ciência quando o assunto é o emagrecimento consciente e saudável.

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *