Políticas anti-bullying em obesidade nos EUA

Políticas anti-bullying em obesidade nos EUA

De acordo com estudo recente da Dra. Rebecca M. Puhl e seus colaboradores da Universidade de Connecticut dos Estados Unidos, publicada este ano pelo Journal School Health (2016;v.86:507-515), 48% dos 240 professores de escolas entrevistados, mencionaram ter observado incidentes com ações de Bullying contra pessoas com obesidade. Além disso, 99% dos professores entrevistados expressaram a importância de políticas públicas e privadas de intervenção nas escolas.

Entre as consequências do Bullying nas escolas se incluem a depressão, o isolamento social, a baixa auto-estima, piora da imagem corporal, idealização de suicídio, redução na performance escolar,  ausências nas atividades físicas e o desenvolvimento de transtornos alimentares.

Devido às graves consequências do bullying nas escolas, 89% os professores entrevistados mencionaram a importância da inclusão do tema nos currículos das escolas, bem como de treinamento dos mesmos nas escolas, visando promover a redução de incidentes de Bullying contra pessoas que tem excesso de peso corporal.

Além disso, 77% dos professores acreditam na importância de criação de leis governamentais anti-bullying, visando proteger a integridade física e emocional de pessoas portadoras de obesidade, garantindo, desse modo, seu livre trânsito nas escolas e acesso ao conhecimento e à sociedade.

Sobre o Autor

Olá, sou professora livre-docente da UNIFESP (Universidade Federal de São Paulo) especialista em obesidade, emagrecimento e saúde. Me sinto grata pelos resultados dos trabalhos clínicos desenvolvidos durante mais de 30 anos em centros de pesquisa avançados e pelos resultados positivos no tratamento para a perda de peso realizados na UNIFESP. Meu principal objetivo é compartilhar com vocês esses achados, mantê-los informados com conteúdo fonte e tudo do que há de mais novo no mundo da ciência quando o assunto é o emagrecimento consciente e saudável.

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *