Por que eu tenho mais dificuldade para perder peso do que outras pessoas?

Por que eu tenho mais dificuldade para perder peso do que outras pessoas?

Por que algumas pessoas possuem mais dificuldade para perder peso? Várias condições contribuem para dificultar a redução de massa corporal.

Entre estas, estudos do nosso grupo de pesquisa em obesidade (GEO) da Universidade Federal de São Paulo-UNIFESP, demonstraram que pessoas com excesso de peso e obesidade grave apresentam redução na taxa metabólica (metabolismo lento).

Isto pode reduzir a capacidade de queima de gordura, o que em paralelo favorece o acúmulo de gordura e gera a tão temida dificuldade para perder peso.

Em longo prazo, isto gera um ciclo vicioso, perpetuando o quadro de obesidade.

Mais especificamente, pessoas que apresentam o metabolismo lento, mesmo se exercitando e controlando o alimento vão ter mais dificuldade para emagrecer.

Por este motivo, não dá para emagrecer com saúde sem um planejamento adequado, realizado de acordo com sua história, metas e objetivos, e por profissionais de saúde qualificados.

Existe um hormônio que controla a fome e o gasto de energia? Sim, existe a leptina, que tanto inibe a fome no cérebro, quanto aumenta a queima de gordura estocada em nosso corpo.

O problema é que em pessoas com obesidade grave, muitas vezes este hormônio não funciona de forma adequada.

A boa notícia, verificamos recentemente que perdas de 10 a 15% do peso corporal inicial (exercício físico e nutrição saudável) favorecem o trabalho adequado deste hormônio, o que em longo prazo, otimiza a perda de peso e o controle da obesidade.

 

Sobre o Autor

Olá, sou professora livre-docente da UNIFESP (Universidade Federal de São Paulo) especialista em obesidade, emagrecimento e saúde. Me sinto grata pelos resultados dos trabalhos clínicos desenvolvidos durante mais de 30 anos em centros de pesquisa avançados e pelos resultados positivos no tratamento para a perda de peso realizados na UNIFESP. Meu principal objetivo é compartilhar com vocês esses achados, mantê-los informados com conteúdo fonte e tudo do que há de mais novo no mundo da ciência quando o assunto é o emagrecimento consciente e saudável.

3 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *