Qual a relação entre Diabetes e Alzheimer? Veja como prevenir!

Qual a relação entre Diabetes e Alzheimer? Veja como prevenir!

Estudos epidemiológicos realizados pelo Dr. Sebastian Bertram e colaboradores do Instituto de Pesquisa em Cardiologia e Medicina do Esporte da Universidade de Esportes de Colonia, na Alemanha, e publicado este mês na Revista Científica Endocrine (volume 53:2) indicam que os pacientes com diabetes mellitus tipo 2 (DM2) estão em maior risco de desenvolver doença de Alzheimer do que pessoas não diabéticas.

Esta avaliação, que é baseada em estudos recentes, demonstrando que o diabetes pode levar a alterações metabólicas e complicações vasculares no cérebro, incluindo o aumento de moléculas pró-inflamatórias que podem causar o Alzheimer.

Entre as alterações se incluem a resistência à insulina, disfunção mitocondrial, aumento de fatores tóxicos aos neurônios, disfunção dos neurônios atingidos e morte celular. Isto leva ao declínio cognitivo.

A boa notícia é que o exercício físico regular reforça a capacidade antioxidante, reduz o estresse oxidativo, e tem efeitos anti-inflamatórios. Além disso, melhora a função endotelial e pode aumentar a capilarização no cérebro. A atividade física reduz os lipídios no sangue, a resistência à insulina, e pode aumentar a formação de novos neurônios. Todos estes fatores reforçam a importância do exercício físico no controle do diabetes e do Alzheimer.

Um dos principais fatores relacionados ao desenvolvimento do diabetes é a resistência à ação da insulina. Neste sentido torna-se importante mencionar que estudos do nosso grupo demonstraram que aproximadamente 90% das pessoas com obesidade apresentam resistência à ação deste hormônio. O emagrecimento de 10% em média pode reverter esta alteração que também é um elo entre o diabetes e a obesidade.

Sobre o Autor

Olá, sou professora livre-docente da UNIFESP (Universidade Federal de São Paulo) especialista em obesidade, emagrecimento e saúde. Me sinto grata pelos resultados dos trabalhos clínicos desenvolvidos durante mais de 30 anos em centros de pesquisa avançados e pelos resultados positivos no tratamento para a perda de peso realizados na UNIFESP. Meu principal objetivo é compartilhar com vocês esses achados, mantê-los informados com conteúdo fonte e tudo do que há de mais novo no mundo da ciência quando o assunto é o emagrecimento consciente e saudável.

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *